Gilmar Mendes leva ao STF recurso que mostra parcialidade de Moro ao julgar Lula

Manaus-AM |

Nesta terça-feira (9), o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), pode levar para apreciação da Segunda turma o habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, que teve todos os processos contra ele anulados pelo também ministro do STF, Edson Fachin, nesta segunda-feira (8).

O recurso pede a suspeição, do ex-ministro da Justiça Sergio Moro, alegando que ele teria amizade íntima ou inimizade com algum dos interessados do processo. Conforme os advogados de Lula, Moro foi parcial no julgamento do ex-presidente enquanto esteve na 13ª Vara da Justiça Federal, responsável pela maioria dos processos da Lava Jato.

Esse habeas corpus está com Gilmar Mendes desde 2018. Já votaram contra a suspeição de Moro os ministros Carmen Lucia e Edson Fachin. Faltam votar, além de Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Nunes Marques, que é novo na Segunda Turma e que, segundo avaliação de seus pares, tende a acompanhar os dois últimos ministros nas votações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tony Medeiros assume presidência da Comissão de Turismo na ALEAM

MP-AM quer retorno seguro às aulas no município de Manaquiri

Governo do AM divulga lista de membros do Conselho Curador da UEA