Fux diz que STF seguirá firme na salvaguarda da democracia

O presidente do STF, ministro Luiz Fux, abriu a sessão do dia com discurso de prestação de contas de um ano de gestão no comando do tribunal

Manaus | AM | Agência Brasil

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, disse nesta quarta-feira (22) que a Corte seguirá firme no propósito de salvaguardar o regime democrático e a rigidez do texto constitucional. Fux abriu a sessão do dia com discurso de prestação de contas de um ano de gestão no comando do tribunal. O mandato terminará em setembro do ano que vem.

Para Fux, a democracia deriva do dissenso institucionalizado e não da “discórdia visceral ou do caos generalizado”. “Neste próximo ano de gestão, continuaremos a nossa caminhada com independência, diligência e comprometimento, no labor pela melhoria dos serviços prestados ao país sem prejuízo de velarmos dia após dia, pelas instituições que nos fazem republicanos e pela nossa inegociável democracia brasileira”, afirmou.

O presidente do STF também avaliou que o Supremo tem contribuído para a estabilidade institucional do País. “O STF não se quedou inerte. Pelo contrário, mostrou-se altivo, estável, resiliente e coeso, assegurando o regime democrático, dirimindo conflitos em prol de maior segurança jurídica e, de modo vigilante, garantindo a observância dos direitos fundamentais”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adepol de Mário Aufiero sofre derrota definitiva no STF e confirma que comissário nunca foi delegado

Aliados do governo acreditam que MP vai arquivar relatório final da CPI da Pandemia

Em reunião com a OAB-AM, TRE-AM define prazos para eleição da entidade