Colégio de Corregedores do Brasil inicia atividades de 2021 com Desembargadora do AM

Manaus-AM|

O Colégio dos Corregedores-Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil (CCOGE) iniciou suas atividades neste ano de 2021 sob nova direção, tendo como integrante a corregedora-geral de Justiça do Amazonas, desembargadora Nélia Caminha, eleita para desempenhar a função de 1ª. Secretária do órgão.

Dentre suas atribuições, o CCOGE atua para aperfeiçoar a prestação jurisdicional dos órgãos judiciários e extrajudicial no País, promovendo o intercâmbio de boas práticas para favorecer a celeridade processual e a aproximação da Justiça com a população.

Fundando no ano de 1994, o CCOGE também tem por finalidade a fixação de diretrizes, uniformização de métodos e critérios administrativos; o estudo e o aprofundamento dos temas e das questões relacionadas à atividade correicional; o debate de problemas e proposição de soluções ao Corregedor Nacional de Justiça e a defesa da autonomia administrativa e financeira das corregedorias-gerais.

Além da desembargadora Nélia Caminha, integram a nova comissão executiva do CCOGE o desembargador Paulo Velten Pereira (corregedor-geral de Justiça do Maranhão) eleito presidente do Colégio; o desembargador Ricardo Anafe (CGJ de São Paulo) que exercerá a função de 1º vice-presidente; a desembargadora Carmelita Dias (CGJ do Distrito Federal) que exercerá a função de 2ª. vice-presidente; o desembargador Agostinho Azevedo (CGJ de Minas Gerais), que exercerá a função de 2º secretário e a desembargadora Vanderlei Teresinha Kubiak (CGJ do Rio Grande do Sul) que exercerá a função de 1ª tesoureira no Colégio.

Ao iniciar os trabalhos neste ano de 2021, o CCOGE começou os preparativos para realização do primeiro encontro oficial dos membros da entidade em 2021, que será realizado no dia 25 de março, tendo como tema central a “Cooperação Judicial e Administrativa entre os órgãos do Poder Judiciário”. O Encoge, como é conhecido, tem três edições anuais e é realizado com a finalidade de reunir os corregedores de todos os estados para debates de pautas comuns, encaminhamento de soluções e propostas para aprimoramento da Justiça de 1º grau.

Ao ser eleita para compor a comissão executiva do CCOGE, durante o 84º Encontro Nacional do Colégio de Corregedores, realizado no último mês de novembro, a corregedora-geral de Justiça do Amazonas, desembargadora Nélia Caminha, afirmou que é motivo de orgulho poder representar a Justiça do Amazonas e a região Norte na comissão executiva do CCOGE e mencionou que, juntamente com os demais corregedores eleitos, “a função será exercida com alto grau de compromisso; com o trabalho pautado no fortalecimento do Poder Judiciário e com foco na melhoria contínua dos serviços disponibilizados à sociedade”, afirmou a magistrada.

O início das atividades do CCOGE neste ano de 2021, também marcou o ingresso, no Colégio, de corregedores-gerais de Justiça recentemente empossados em seus respectivos estados, sendo eles: os desembargadores Élcio Mendes Junior (AC), Fábio José Bittencourt (AL), Paulo Airton Albuquerque Filho (CE), Nicomédes Borges (GO), José Zuquim (MT), Luiz Tadeu Silva (MS), Rosileide Cunha (PA), Frederico Coutinho (PB), Luiz Cezar Nicolau (PR), Fernando Lopes (PI), Ricardo Cardozo (RJ), Dilermando Mota (RN), Tânia Vasconcelos (RR), Diógenes Barreto (SE) e Etelvina Maria Sampaio Felipe (TO). No final deste mês (26/02) ainda tomará posse o desembargador Agostino Silvério Júnior, no cargo de Corregedor-Geral da Justiça do Amapá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comissão do Consumidor da Aleam constata variação de 44,3% no valor da cesta básica em Manaus

Ex-líder do governo Dilma, Eduardo Braga tenta ‘surfar’ na onda bolsonarista de recuperação e ampliação da BR-319

Vereador Amom Mandel lança plataforma de educação política gratuita para a população