TRF1 mantém liberdade de Mouhamad Moustafá em cinco ações penais

Manaus- AM- A revogação da prisão preventiva do médico Mouhamad Moustafá (em cinco ações penais no âmbito da Operação Maus Caminhos) foi mantida pela Terceira Turma do  Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), ao julgar o mérito e após pedido da defesa do investigado.

O Ministério Público Federal (MPF), quando do pedido para a prisão, argumentou que houve violação das medidas cautelares impostas referentes à concessão de liberdade provisória em 2018, entre outros motivos.

Operação Maus Caminhos

Um grupo criminoso que desviava recursos públicos por meio de contratos milionários firmados com o governo do Estado do Amazonas foi desarticulado por meio da operação Maus Caminhos, em 2016. A partir da primeira fase, cujo alvo principal girava em torno do uso do Instituto Novos Caminhos (INC) para realização dos desvios, surgiram novos fatos e repercussões que levaram o caso a figurar na lista das mais significativas atuações do MPF no Amazonas, no combate à corrupção.

Moustafá apontado como chefe do esquema criminoso que desviou R$ 104 milhões da Saúde do estado. Ele já foi condenado em 12 ações penais.

As condenações somam 131 anos de prisão por crimes de peculato e organização criminosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portugal reconhece certificados de vacinação emitidos pelo Brasil

Governo federal cria programa para expandir telecomunicações na Amazônia

Cartórios eleitorais do interior do AM voltam a atender presencialmente