Mulher assume maior comando do Exército dos EUA pela 1ª vez na história

INTERNACIONAL | Tenente-General Laura Richardson comandará de forma interina divisão conhecida como Forscom, com mais de 870 mil pessoas, até que Senado confirme novo titular do cargo

ESTADÃO

17/10/2018 22:33

Comunicar Erro

INTERNACIONAL | A participação das mulheres no Exército dos Estados Unidos é antiga, com registros históricos que estimam entre 400 e 700 as que combateram – ainda que disfarçadas de homem – durante a Guerra de Independência (1775-1783).

Oficialmente, no entanto, a primeira unidade feminina nas Forças Armadas americanas só foi estabelecida em 1942, com a criação de um Corpo Auxiliar para o treinamento das oficiais – responsável por formar mais de 150 mil soldados mulheres para a 2ª Guerra.

Em todos esses anos, no entanto, nenhuma mulher jamais havia liderado o maior comando das Forças Armadas americanas, conhecido como Forscom. Essa história mudou nesta quarta-feira, 17, quando a Tenente-General Laura Richardson passou a responder por essa equipe de 776 mil militares e 96 mil civis.

 

Leia Mais no Estadão