Trump entra com processo para interromper apuração na Pensilvânia

A campanha disse que a ação judicial visa impedir que autoridades democratas no estado "escondessem" o processo de contagem de votos dos observadores eleitorais republicanos

Manaus | AM | Agência Brasil

A campanha do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou, nesta quarta-feira (4), que estava entrando com processo para suspender temporariamente a contagem de votos na Pensilvânia, e também pediu interferência da Suprema Corte em um caso sobre cédulas enviadas pelo correio no estado, que pode determinar o vencedor da eleição presidencial norte-americana.

A campanha disse que a ação judicial visa impedir que autoridades democratas no estado “escondessem” o processo de contagem de votos dos observadores eleitorais republicanos. A eleição norte-americana permanecia muito acirrada entre Trump e o democrata Joe Biden após a votação, na terça-feira (3).

A campanha de Trump abriu um processo semelhante, nesta quarta, em Michigan, também com o objetivo de interromper temporariamente a contagem naquele Estado. A campanha também busca intervir em um caso existente perante a Suprema Corte, de acordo com um processo judicial.

O caso foi apresentado por republicanos que pediram à Suprema Corte dos EUA para revisar uma decisão da Corte da Pensilvânia, que permitiu que as cédulas enviadas pelo correio que chegassem até sexta-feira fossem contadas desde que postadas no dia da eleição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tony Medeiros se irrita com colegas e pede para vice da ALEAM encerrar sessão

Licenciamento para mercado de gás natural proporciona geração de renda e emprego no Amazonas

Estados e municípios tiveram superávit de R$ 42,9 bilhões em 2020, o maior da série histórica