Prefeitura de Manaus alerta que não está realizando cadastro habitacional e pede atenção da população a golpe

A Prefeitura de Manaus alerta, ainda, que criminosos costumam fazer anúncios em sites de compra e venda e que os imóveis financiados pela Caixa Econômica não podem ser vendidos, alugados ou negociados

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

A Prefeitura de Manaus alerta a população e beneficiários do programa habitacional de interesse social, sobre possíveis suspeitos de estelionato, que anunciam, indevidamente, estar realizando cadastro para habitação.

A vice-presidência de Habitação e Assuntos Fundiários (Vpreshaf), vinculada ao Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), esclarece que não está fazendo nenhum novo cadastramento, nem autorizou qualquer outra instituição, Organização Não Governamental (ONG), associação ou pessoa a realizá-lo.

A orientação das autoridades competentes é que se procure a polícia e realize um Boletim de Ocorrência (BO). O vice-presidente do Implurb, Renato Queiroz, explica que há um cronograma legal que a prefeitura cumpre e todas as atividades são amplamente divulgadas.

A prefeitura alerta, ainda, que criminosos costumam fazer anúncios em sites de compra e venda e que os imóveis financiados pela Caixa Econômica não podem ser vendidos, alugados ou negociados. Os dados cadastrais disponíveis atualmente na rede municipal são interligados ao Sistema Nacional de Cadastro Habitacional (SNCH).

Antes de divulgar informações pessoais em cadastramentos, a população deve verificar nas redes sociais e no site da Prefeitura de Manaus se está ocorrendo alguma ação oficial.

Em razão das medidas de prevenção para o novo coronavírus, a Vpreshaf segue com o atendimento presencial ao público, suspenso. Agendamentos e informações podem ser solicitadas via e-mail, pelo gabinetesubhaf@pmm.am.gov.br. Denúncias também podem ser feitas pelo telefone (92) 98844-2001.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presidente Jair Bolsonaro sanciona Lei do Mandante

Votação no STJ mantém Wilson Lima no cargo e frustra oposição

'Agora terei a oportunidade de apresentar minha defesa e aguardar a minha absolvição', diz Wilson Lima após denúncia aceita pelo STJ