Governo publica novo decreto sobre o funcionamento do comércio

Estabelecimentos classificados como não-essenciais funcionarão apenas de segunda a sexta-feira

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O Governo do Amazonas publicou, em edição extra do Diário Oficial do Estado, nesta segunda-feira (28), o Decreto n. 43.236 detalhando o funcionamento dos estabelecimentos comerciais em geral, não classificados como serviços essenciais, tanto na capital quanto no interior, no período de 28 de dezembro de 2020 a 11 de janeiro de 2021. Os mesmos deverão funcionar de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 16h, respeitando os protocolos de segurança. Aos sábados, domingos e feriados, os estabelecimentos comerciais deverão funcionar exclusivamente na modalidade delivery.
As medidas visam conter o avanço da Covid-19 no Estado. A autorização para o funcionamento dos estabelecimentos previstos no decreto poderá ser revista, a qualquer tempo, com base nos indicadores técnicos relativos ao tema, tais como a disponibilidade de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e clínicos, taxa de transmissão, ocorrência de novos casos e demais dados da epidemia, ou, ainda, em caso de descumprimento das medidas e condições estabelecidas no regulamento.
Pelo decreto, os estabelecimentos também se comprometem a adotar medidas de distanciamento físico, higiene pessoal, sanitização de ambiente, comunicação e monitoramento. O não cumprimento das medidas podem resultar em sanções previstas em lei, relativas ao descumprimento de determinações do órgão licenciador, autorizador e/ou concedente, independente da responsabilidade civil e criminal, bem como, de maneira progressiva, as seguintes penalidades, nos termos do artigo 268 do Código Penal:
I – Advertência;
II – Multa diária de até R$ 50 mil para pessoas jurídicas, a ser duplicada por cada reincidência;
III – Embargo e/ou interdição de estabelecimentos;
Ficam autorizados a funcionar nesse período, limitado a 8 horas diárias, não ultrapassando as 22h, respeitado o limite máximo de 50% de sua capacidade, os seguintes estabelecimentos:
I – restaurantes e lanchonetes;
II – bares, registrados como restaurante, na classificação secundária da CNAE – Classificação Nacional de Atividades Econômicas, ficando seu funcionamento restrito à modalidade de restaurante;
III – flutuantes, registrados como restaurante, na classificação principal da CNAE – Classificação Nacional de Atividades Econômicas, ficando seu funcionamento restrito à modalidade de restaurante.
O funcionamento das lojas de conveniência e estabelecimentos similares também será de segunda-feira a sexta-feira, no horário de 8h às 16h, e, após as 16h até as 22h, exclusivamente, como drive-thru, delivery e coleta.
Os shoppings centers ficam autorizados a funcionar incluídos todos os seus estabelecimentos, de segunda-feira a sexta-feira, das 12h às 20h, respeitado o limite de 50% de sua capacidade. Aos sábados, domingos e feriados os shoppings centers poderão funcionar, exclusivamente, como pontos de coleta de compras eletrônicas em seus estacionamentos, em formato de guichês, nunca superiores a dois metros quadrados de área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sumido desde a derrota nas Eleições 2020 e em São Paulo, Amazonino reaparece em redes sociais

Vereador cria projeto para prestar assistência psicológica a vítimas da covid-19

Senador solicita investigação na PGR contra Pazuello por causa do aplicativo 'TrateCov'