Governo do Amazonas realiza Fórum de Inovação em Investimentos na Bioeconomia Amazônica

Evento, realizado com parceiros, vai promover potencialidades da região e busca atrair negócios para impulsionar nova matriz econômica e sustentável

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), realiza, no período de 14 a 25 de junho de 2021, em formato virtual, o Fórum de Inovação em Investimentos na Bioeconomia Amazônica (F2iBAM).

O fórum é uma iniciativa conjunta com a rede Uma Concertação pela Amazônia, que reúne os nove estados da Amazônia Legal em torno de uma agenda comum voltada ao desenvolvimento sustentável da região. A partir desta edição, o F2iBAM torna-se um evento anual permanente, integrando o calendário do Plano Recuperação Verde da Amazônia Legal, a ser apresentado no encontro.

O F2iBAM busca, por meio de uma abordagem transversal do tema, discutir inovações no investimento em bioeconomia, com vistas a construir um espaço de convergência, por um lado, de informações sobre empreendimentos, projetos, programas, e, por outro, de fontes de investimentos.

O Governo do Amazonas vem empregando esforços contínuos em várias frentes, principalmente, na construção de políticas públicas que serão a base para fomentar os mercados da bioeconomia no estado.

“Estamos contentes em liderar este evento que será de extrema importância para a bioeconomia na região amazônica e em poder partilhar dessa iniciativa juntamente com o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal. O Amazonas tem inúmeras potencialidades para os mercados da bieoconomia e, no que depender do Governo do Estado, vamos incentivar as cadeias produtivas e levar mais desenvolvimento para o nosso interior”, destacou o governador do Amazonas, Wilson Lima.

Diálogo

Para o titular da Sedecti, Jório Veiga, a iniciativa é uma excelente oportunidade para dialogar com potenciais investidores e mostrar as inúmeras possibilidades de investimentos nas cadeias produtivas no enorme potencial da bioeconomia no Amazonas.

“Temos várias potencialidades de mercado na bioeconomia no Amazonas, como é o caso da castanha, onde podemos chegar a uma fatia maior do mercado internacional. Vale lembrar que, recentemente, o Governo do Amazonas firmou convênio com o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) de R$ 2,2 milhões, que serão implementados em ações de fortalecimento das cadeias produtivas da castanha-do-Brasil, do guaraná nativo e pirarucu selvagem. Desse total, R$ 200 mil são de contrapartida do Governo do Estado, e esse convênio foi possível por meio do projeto Fortalecimento de Cadeias Produtivas da Sociobiodiversidade com Enfoque na Inovação e Bioeconomia no Amazonas, também conhecido como InovaSocioBio”, destacou Jório Veiga.

O projeto InovaSocioBio irá beneficiar cerca de 7.500 agroextrativistas e seus empreendimentos comunitários, além de técnicos extensionistas, associações e cooperativas de produtores.

Toda a organização do evento está sob a coordenação da Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) da Sedecti. A secretária executiva, Tatiana Schor, reforça que o F2iBAM é uma iniciativa que tem como objetivos norteadores a conservação da biodiversidade, a ciência e tecnologia voltadas ao uso sustentável da sociobiodiversidade, a diminuição das desigualdades sociais e territoriais e a expansão das áreas florestais biodiversas e sustentáveis.

“Queremos, com a realização do Fórum, mostrar a vasta possibilidade de se investir na bioeconomia amazônica de uma forma sustentável e que, além de tudo, esses negócios possam garantir impactos sociais para a população que mais precisa. Isso inclui, principalmente, a agricultura familiar e as organizações de base da região. A ideia é fomentar essa matriz econômica que é a bioeconomia amazônica com resultados mais igualitários e com desenvolvimento sustentável”, esclarece a secretária da Secti.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vereador Gabriel Monteiro vira réu por assédio sexual

Relator desiste de fazer alterações na PEC de auxílios sociais

Tecnologia 5G estreia no Brasil

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.