Decreto sobre IPI dos concentrados de refrigerantes é garantia para a ZFM, afirma Wilson Lima

O percentual de 8% de IPI sobre os concentrados já estava em vigor desde 20 de fevereiro, mas o decreto anterior tinha validade até 30 de novembro deste ano

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O governador Wilson Lima comemorou, nesta quarta-feira (21), a decisão do presidente Jair Bolsonaro de fixar permanentemente em 8% a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre os concentrados de refrigerantes.

Publicada no Diário Oficial da União (DOU), desta terça-feira (20), a medida beneficia as indústrias do segmento instaladas na Zona Franca de Manaus, que têm direito a crédito fiscal presumido no valor da alíquota.

“Isso é muito importante para o estado do Amazonas, é a garantia da permanência dessas empresas do setor de concentrados e também da geração de emprego e renda. Então, fica aqui os nossos agradecimentos ao presidente Jair Bolsonaro pela sua sensibilidade, pela maneira diferente como ele tem olhado para o estado do Amazonas e também tem ajudado na proteção da Zona Franca”, comentou o governador.

O percentual de 8% de IPI sobre os concentrados já estava em vigor desde 20 de fevereiro, mas o decreto anterior tinha validade até 30 de novembro deste ano. Com a nova determinação, o benefício passa a ser definitivo.

“A elevação de alíquota de IPI busca assegurar uma política fiscal adequada para a Zona Franca de Manaus (ZFM), tendo em vista que, atualmente, a maior parte da produção do extrato concentrado de refrigerante está centralizada neste local”, afirmou o Ministério da Economia, em nota divulgada pela pasta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Operação 'Ponto de Parada' investiga Saullo Vianna por desvio de recursos público em Presidente Figueiredo

Deputado Saullo Vianna é alvo de operação da Polícia Federal; veja imagens

A última prefeitura de Amazonino: escândalos, declarações desastrosas e recordes negativos