Cardiologista Ludhmila Hajjar recusa convite de Bolsonaro para ocupar o Ministério da Saúde

Manaus | AM

A cardiologista Ludhmila Hajjar recusou oficialmente nesta segunda-feira (15) o convite para o Ministério da Saúde. Ela anunciou a decisão em reunião com o presidente Jair Bolsonaro.

O nome da médica era cotado para ocupar o lugar do ministro Eduardo Pazuello, que disse que não está doente e que não colocou o cargo à disposição.

Ludhmila esteve reunida com o presidente Bolsonaro no domingo (14). A médica tem uma linha de postura de combate ao coronavírus que defende o isolamento social e a vacinação em massa da população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Núcleo de Atendimento Pré-processual da CGJ-AM reforça seus canais de atendimento durante a pandemia

Bolsonaro cobra pedidos de impeachment de ministros do STF a senador Jorge Kajuru

Vereador Caio André cobra reabertura do CSU do Parque 10