Bolsonaro veta projeto que assegura internet grátis para alunos e professores, para cumprir meta fiscal

Manaus | AM

Nesta sexta-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro vetou integralmente o projeto de lei da Câmara dos Deputados que iria assegurar internet grátis para alunos e professores da rede pública de ensino. Segundo a PL os recursos oriundos da União para estados, Distrito Federal e municípios seria de R$ 3,5 bilhões para garantir as aulas online em decorrência a pandemia de Covid-19.

O veto foi publicado no Diário Oficial da União (DOU). A matéria foi aprovada pelo Senado em fevereiro e pela Câmara em dezembro de 2020. Segundo a justificativa de Bolsonaro, embora a ele reconheça a boa intenção do poder legislativo, além disso, a proposição aumenta a alta rigidez do orçamento, o que dificulta o cumprimento da meta fiscal e da Regra de Ouro, constante do inciso III, do art. 167 da Constituição Federal.

Os recursos iriam beneficiar quem ?

  • alunos das redes públicas de estados e municípios cujas famílias estejam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);
  • estudantes matriculados nas escolas das comunidades indígenas e quilombolas;
  • professores da educação básica das redes públicas de ensino dos estados e municípios.

Confira o despacho presidencial

Bolsonaro

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Senadores Omar, Plínio e Braga votaram a favor da criação da CPI da Covid-19

AO VIVO | Saiba quais ministros do STF votaram contra a liberação de cultos e missas na pandemia

Roberto Cidade autorizou o gasto de mais de R$ 12 milhões com contratos na Aleam