Funcionários das empresas de ônibus renovadas por Arthur Neto dizem que estão sem pagamento de vale alimentação

Manaus | AM

Na manhã desta sexta-feira (12), os profissionais de empresas do transporte público de Manaus, iniciaram uma paralisação, sem aviso prévio, por conta do atraso de pagamento do vale alimentação dos funcionários. O ex-prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB), antes de sair do seu mandato, deixou um verdadeiro cartel no transporte público da cidade, que será operado por mais 10 anos pelas mesmas empresas que prestam serviço a população.

No seu último mandato, Arthur Neto, assinou um contrato aditivo para prestação de serviço público sem a necessidade de licitação. Arthur deixou essas empresas que operam das piores formas possíveis com a população, atuarem em Manaus por mais 10 anos, que não apenas deixa a população na mão, mas também seus funcionários.

Desde o dezembro do ano passado até hoje (12), várias paralisações já aconteceram, uma delas durou quase uma semana, por conta de reivindicações salariais que estavam em atraso. Os funcionários alegam que sempre são os mesmos problemas, nada diferente desta sexta-feira (12), onde os colaboradores estão cobrando o pagamento do vale alimentação.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tony Medeiros assume presidência da Comissão de Turismo na ALEAM

MP-AM quer retorno seguro às aulas no município de Manaquiri

Governo do AM divulga lista de membros do Conselho Curador da UEA