Inscrições para concurso público do TCE-AM estão abertas até 22 de junho

As vagas são para o cargo de Auditor Técnico de Controle Externo nas áreas de Auditoria Governamental, Auditoria de Obras Públicas, Auditoria de Tecnologia da Informação, e vagas no Ministério Público de Contas, com vencimento de R$ 8.328,77 mais benefícios

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

Estão abertas as inscrições para o  concurso público do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) para provimento de 40 vagas imediatas. As inscrições iniciaram no dia 21 de maio e seguem até 22 de junho, exclusivamente no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O valor da taxa de inscrição é de R$ 185.

As 40 vagas para provimento imediato são para o cargo de Auditor Técnico de Controle Externo nas áreas de Auditoria Governamental, Auditoria de Obras Públicas, Auditoria de Tecnologia da Informação, e vagas no Ministério Público de Contas, com vencimento de R$ 8.328,77 mais benefícios.

Isenção da taxa

Conforme previsto em lei, há ainda a possibilidade da isenção do pagamento para inscrição no concurso público. Os trabalhadores com renda de até três salários mínimos e aqueles que se encontrem desempregados poderão solicitar a isenção no próprio site do concurso até esta segunda-feira (24).

Data dos exames

As provas serão realizadas nos dias 18 e 25 de agosto para a área de Auditoria Governamental e Ministério Público de Contas (MPC). As provas objetivas serão no dia 18 de agosto, das 08h às 11h para a área de Auditoria Governamental e, das 14h às 17h para o MPC. As provas discursivas serão no dia 25 de agosto, seguindo os mesmos horários do primeiro dia de exames. Já para as áreas de Auditoria de Obras Públicas e Auditoria de Tecnologia da Informação, as provas serão nos dias 18 e 25 de agosto, das 14h às 17h.

Requisitos

Para a área de Auditoria Governamental, o candidato deve ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de Nível Superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Para a área de Auditoria de Obras Públicas, o candidato deve ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer das áreas de formação da Engenharia ou Arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Para a área de Auditoria de Tecnologia da Informação, o candidato deve ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em tecnologia da informação, em todas as suas acepções, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Já para o Ministério Público de Contas, o candidato deve ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MP ajuíza ação contra prefeita de Coari por improbidade administrativa

Sistema penitenciário é “tragédia humanitária”, diz Gilmar Mendes

Reunião na CMM deve discutir impactos da pandemia para as atividades de bares e restaurantes de Manaus