Wilson Lima, deputados e secretários visitam Unidade Básica Fluvial do Ipem-AM

Manaus | AM |

O governador Wilson Lima (PSC) visitou na manhã desta segunda-feira (5), com deputados estaduais e secretários de Estado a Unidade Básica Fluvial de Fiscalização (UBFF) do Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem), que dará suporte nas ações da Operação Enchente 2021 aos municípios de Canutama, Lábrea, Tapauá e Carauari.

A ação acontece de forma integrada entre o Ipem-AM, Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), Defesa Civil do Amazonas, Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM).

Além do governador estiveram os deputados Saullo Viana (PTB), Adjuto Afonso (PDT), a secretária de Estado de Assistência Social, Alessandra Campêlo e dentre outros.

“Fico muito feliz em acompanhar de perto esse esforço em levar atenção especial aos nossos irmãos do interior, que precisam desse olhar diferenciado”, disse o deputado estadual Saullo Viana.

A UBFF vai ofertar emissão de identidade, certidão de nascimento, fiscalizar postos de combustíveis e comércios em geral.

Wilson Lima
Wilson Lima acompanha início da missão do barco do Ipem no atendimento emergencial em cidades atingidas pela cheia – Foto: Diego Peres/Secom

Serviços

Nos municípios, o Ipem-AM vai realizar a verificação nos postos de combustíveis flutuantes e comércios em geral, além de orientar os consumidores e os empresários.

“No primeiro momento, nós estamos realizando orientação tanto para o consumidor quanto para o empresário e, no decorrer do tempo, realizaremos verificação nos supermercados, produtos pré-medidos, questão da qualidade e tudo que estiver ao nosso alcance”, disse o metrologista do Ipem, Davi Alberto.

O Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM) realizará orientação no comércio em geral. “O Ipem e o Procon não estão indo com o objetivo de punir ou de multar, mas para orientar esses comerciantes, para garantir uma prestação desse serviço de qualidade”, disse o governador Wilson Lima.

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) estima realizar 3 mil atendimentos com a emissão de carteira de identidade e certidão de nascimento.

A Defesa Civil do Amazonas fará vistoria aos afetados da enchente, e realizará orientação às Defesas Civis Municipais sobre a decretação de estado de emergência.

A Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) vai orientar a população sobre o Cadastro Único, Bolsa Família e em relação ao acesso aos demais benefícios federais.

A Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam) e a Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead) darão suporte para as demais secretarias e órgãos que embarcaram na missão.

Wilson Lima
Wilson Lima acompanha início da missão do barco do Ipem no atendimento emergencial em cidades atingidas pela cheia – Foto: Diego Peres/Secom

Operação Enchente 

Neste ano, a Operação Enchente está levando aos municípios afetados pela cheia uma série de ações, dentre as quais doação de cestas básicas; oferta de crédito financeiro e anistia de dívidas pela Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) em apoio ao setor primário; suspensão de cobrança da tarifa de água em municípios atendidos pela Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama); e instalação de abrigos e de estações de tratamento de água.

Toda a operação tem um investimento inicial estimado em R$ 67 milhões. “Hoje nós já temos 12 municípios que estão em situação de emergência. Nós estamos priorizando esses irmãos que estão sendo mais atingidos agora, e aí a gente vai continuar com essa ação permanente, porque nesse ano nós devemos ter uma cheia muito significativa. A gente trabalha com a possibilidade de ter pelo menos 50 municípios atingidos”, disse Wilson Lima.
Visita aos municípios – O governador Wilson Lima tem coordenado, pessoalmente, ações da Operação Enchente 2021 em alguns municípios. Nesta semana, ele vai para os municípios de Canutama, Tapauá e Lábrea, na calha do Purus.

No dia 12 de março passado, o governador e os servidores das secretarias envolvidas na operação estiveram em Eirunepé, Itamarati, Envira e Ipixuna, também na calha do Juruá.

Em fevereiro, nos dias 26 e 27, foram percorridos os municípios de Eirunepé, Envira e Guajará, na calha do Juruá, e Boca do Acre e Pauini, na calha do Purus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19: liminar garante imunização de adolescentes por estados, municípios e DF

Deputados comentam discurso de Bolsonaro na Assembleia-Geral da ONU

David Reis publica suspensão do edital de construção do 'puxadinho' por determinação da Justiça