Wilson Lima, deputados e secretários visitam Unidade Básica Fluvial do Ipem-AM

Manaus | AM |

O governador Wilson Lima (PSC) visitou na manhã desta segunda-feira (5), com deputados estaduais e secretários de Estado a Unidade Básica Fluvial de Fiscalização (UBFF) do Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem), que dará suporte nas ações da Operação Enchente 2021 aos municípios de Canutama, Lábrea, Tapauá e Carauari.

A ação acontece de forma integrada entre o Ipem-AM, Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), Defesa Civil do Amazonas, Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM).

Além do governador estiveram os deputados Saullo Viana (PTB), Adjuto Afonso (PDT), a secretária de Estado de Assistência Social, Alessandra Campêlo e dentre outros.

“Fico muito feliz em acompanhar de perto esse esforço em levar atenção especial aos nossos irmãos do interior, que precisam desse olhar diferenciado”, disse o deputado estadual Saullo Viana.

A UBFF vai ofertar emissão de identidade, certidão de nascimento, fiscalizar postos de combustíveis e comércios em geral.

Wilson Lima
Wilson Lima acompanha início da missão do barco do Ipem no atendimento emergencial em cidades atingidas pela cheia – Foto: Diego Peres/Secom

Serviços

Nos municípios, o Ipem-AM vai realizar a verificação nos postos de combustíveis flutuantes e comércios em geral, além de orientar os consumidores e os empresários.

“No primeiro momento, nós estamos realizando orientação tanto para o consumidor quanto para o empresário e, no decorrer do tempo, realizaremos verificação nos supermercados, produtos pré-medidos, questão da qualidade e tudo que estiver ao nosso alcance”, disse o metrologista do Ipem, Davi Alberto.

O Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM) realizará orientação no comércio em geral. “O Ipem e o Procon não estão indo com o objetivo de punir ou de multar, mas para orientar esses comerciantes, para garantir uma prestação desse serviço de qualidade”, disse o governador Wilson Lima.

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) estima realizar 3 mil atendimentos com a emissão de carteira de identidade e certidão de nascimento.

A Defesa Civil do Amazonas fará vistoria aos afetados da enchente, e realizará orientação às Defesas Civis Municipais sobre a decretação de estado de emergência.

A Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) vai orientar a população sobre o Cadastro Único, Bolsa Família e em relação ao acesso aos demais benefícios federais.

A Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam) e a Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead) darão suporte para as demais secretarias e órgãos que embarcaram na missão.

Wilson Lima
Wilson Lima acompanha início da missão do barco do Ipem no atendimento emergencial em cidades atingidas pela cheia – Foto: Diego Peres/Secom

Operação Enchente 

Neste ano, a Operação Enchente está levando aos municípios afetados pela cheia uma série de ações, dentre as quais doação de cestas básicas; oferta de crédito financeiro e anistia de dívidas pela Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) em apoio ao setor primário; suspensão de cobrança da tarifa de água em municípios atendidos pela Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama); e instalação de abrigos e de estações de tratamento de água.

Toda a operação tem um investimento inicial estimado em R$ 67 milhões. “Hoje nós já temos 12 municípios que estão em situação de emergência. Nós estamos priorizando esses irmãos que estão sendo mais atingidos agora, e aí a gente vai continuar com essa ação permanente, porque nesse ano nós devemos ter uma cheia muito significativa. A gente trabalha com a possibilidade de ter pelo menos 50 municípios atingidos”, disse Wilson Lima.
Visita aos municípios – O governador Wilson Lima tem coordenado, pessoalmente, ações da Operação Enchente 2021 em alguns municípios. Nesta semana, ele vai para os municípios de Canutama, Tapauá e Lábrea, na calha do Purus.

No dia 12 de março passado, o governador e os servidores das secretarias envolvidas na operação estiveram em Eirunepé, Itamarati, Envira e Ipixuna, também na calha do Juruá.

Em fevereiro, nos dias 26 e 27, foram percorridos os municípios de Eirunepé, Envira e Guajará, na calha do Juruá, e Boca do Acre e Pauini, na calha do Purus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presidente da Aleam, Roberto Cidade, apresenta PL que permite empresas comprarem vacinas no AM

Vereadora Thaysa Lippy defende diagnóstico precoce para pessoas com Espectro Autista

Deputada Joana Darc conseguiu em uma semana beneficiar mais de 2 mil animais comunitários