TCE-AM multa ex-prefeito de Boa Vista do Ramos em R$ 3 milhões

Amintas Júnior Lopes Pinheiro, ex-prefeito de Boa Vista do Ramos, que terá de devolver aos cofres públicos R$ 3,3 milhões, valor referente à soma de multas e alcance

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O Pleno do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) desaprovou, nesta terça-feira (30), as contas de 2016 do ex-prefeito de Boa Vista do Ramos, Amintas Júnior Lopes Pinheiro, que terá de devolver aos cofres públicos R$ 3,3 milhões, valor referente à soma de multas e alcance.
As contas analisadas são referentes ao último ano de gestão do ex-prefeito. Em auditoria no município, técnicos do TCE-AM verificaram diversas impropriedades quanto às obras, serviços de engenharia e materiais de construção adquiridos e utilizados no exercício. Entre outras irregularidades, estão o descumprimento de prazos e atraso no envio de relatórios ao tribunal.
Além disso, foi levantado, junto a Secretaria de Saúde, uma enorme dificuldade quanto à falta de medicamentos e equipamentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município, o que também não foi justificado pelo gestor.
Segundo o relator do processo, conselheiro Júlio Pinheiro, as irregularidades não sanadas demonstram grave desrespeito às disposições legais regulamentares, ou seja, fortes infrações às leis orçamentárias e financeiras, assim como de gestão pública. O ex-gestor tem 30 dias para quitar a multa ou recorrer da decisão.
O relator, cujo voto foi aprovado por unanimidade, recomendou ao município de Boa Vista do Ramos que nas próximas prestações de contas sejam observados com rigor os prazos de envio de dados, evitando assim a penalização do gestor em razão do atraso na remessa de documentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tony Medeiros assume presidência da Comissão de Turismo na ALEAM

MP-AM quer retorno seguro às aulas no município de Manaquiri

Governo do AM divulga lista de membros do Conselho Curador da UEA