Suspensões de energia durante a pandemia são debatidas pela Comissão de Defesa do Consumidor da CMM

Manaus | AM

A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal de Manaus (CMM) realizou nesta sexta-feira (26), uma Audiência Pública para tratar das denúncias de suspensões indevidas do fornecimento de energia, por parte da Amazonas Energia durante a pandemia.

Um dos requerentes da reunião no Poder Legislativo, o vereador Lissandro Breval (Avante) disse que é muito importante esse diálogo da Comissão de Defesa do Consumidor com as empresas, que ultimamente são objeto de ações.

“Quanto a questão de energia são centenas de reclamações diárias, que nós recebemos aqui. Não entendi quando o Dr. Raydr falou em sofrimento, pois sofrimento é quem precisa da energia, quem está com três filhos doentes em casa, quem tá com marido, que está com Covid”, destacou o parlamentar.

Conforme o vereador o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da CMM, vereador Márcio Tavares (Republicanos), essa foi a primeira reunião sobre o assunto voltado aos cortes de energia elétrica, mas ocorrerão outras audiências públicas para debater sobre os problemas da população.

O vice-presidente da Amazonas Energia, Raydr Oliveira afirmou que o papel da concessionária é se preocupar com o cliente. Segundo ele, aquele que todos os meses recebe uma fatura e que a Amazonas Energia tem obrigação de atender. “A nossa preocupação como empresa é em foco do cliente. Uma coisa eu quero deixar muito claro, a Amazonas Energia não desrespeita ou desobedece a lei, a gente vai cumprir rigorosamente aquilo que estiver determinado”, disse.

Segundo Maurílio Brasil, representante do Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM), o órgão, infelizmente, tem recebido reclamações de interrupção de fornecimento de energia elétrica. “Como nós temos um procedimento legal a seguir. Nós encaminhamos ao setor de fiscalização para confirmação, abertura do processo administrativo e muitas vezes encaminhado pela Delegacia do Consumidor, sempre estamos fiscalizando essa situação e estamos a disposição de todos para prestar qualquer esclarecimento”, frisou.

A audiência pública contou com a participação dos vereadores Wallace Oliveira (Pros), Professora Jacqueline (Podemos), Yomara Lins (PRTB), Amon Mandel (Podemos), William Alemão (Cidadania), Dr. Eduardo Assis (Avante), diretor-presidente do Instituto de Pesos e Medida do Amazonas (Ipem-AM), engenheiro Márcio André Brito, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil Secção no Amazonas (OAB-AM), da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Consumidor, da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) e da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tony Medeiros assume presidência da Comissão de Turismo na ALEAM

MP-AM quer retorno seguro às aulas no município de Manaquiri

Governo do AM divulga lista de membros do Conselho Curador da UEA