STF começa julgamento sobre liberação de cultos e missas presencias

Manaus | AM

O Supremo Tribunal Federal (STF) já começou o julgamento nesta quarta-feira (7) sobre a liberação de celebrações religiosas presenciais, como cultos e missas no Brasil, mesmo em meio ao momento mais tenso da pandemia de Covid-19.

O presidente do STF, Luiz Fux, foi quem marcou o julgamento que ocorre após decisões conflitantes entre os ministros Nunes Marques e Gilmar Mendes.

No último sábado (3) o ministro Nunes Marques aceitou o argumento de liberdade religiosa e proibiu que estados, municípios e Distrito Federal vetassem as celebrações religiosas em razão da pandemia. Marques atendeu pedido da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos (Anajure).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conselho Nacional de Secretários de Administração debate reforma administrativa e modelos de governança

Roberto Cidade aciona o Dnit para recuperar trecho da BR-319 que rompeu

Ministro Barroso reitera proibição de entrada em terras indígenas de povos isolados, inclusive de missões religiosas