Sindepetro-AM vai ingressar com ação contra venda da Reman

Manaus-AM |

O coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Amazonas (Sindipetro-AM), Marcus Ribeiro, anunciou que ingressará com uma nova ação na justiça contra a venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman) para o Grupo Atem. Segundo ele, se o negócio for concretizado, o Amazonas corre o risco de ter em breve a gasolina mais cara do País.

“Caso a venda seja concretizada, o povo amazonense vai sofrer fortemente os impactos no preço dos combustíveis. Basta ver o que acontece na Bahia, onde os baianos pagam a gasolina mais cara do Brasil. E olha que lá é Nordeste e tem outras refinarias. Nós só temos uma. Corre um grande risco da gente ter o preço de combustível mais caro do País”, disse.

Nesta sexta-feira (13), a superintendência-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a venda da Reman ao Grupo Atem pelo valor de R$ 994 milhões. Se não houver recurso de terceiro interessado, no prazo de 15 dias, a decisão da superintendência terá caráter terminativo e a operação estará aprovada em definitivo

Ainda de acordo com Ribeiro, a autorização dada pelo órgão para a venda da refinaria de Manaus é a prova do descaso do Governo Federal com o Amazonas.

“Essa decisão demonstra a irresponsabilidade do Cade e do Governo em relação ao povo amazonense que além de sofrer os ataques relacionados a Zona Franca dê Manaus sofre agora com relação a venda refinaria de Manaus”, afirmou.

“O Sindicato entrará com recurso jurídico. Nós não iremos baixar a guarda e continuaremos firmes para poder suspender a venda refinaria de Manaus”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

'Modernização do setor elétrico inclui energia mais barata', diz Ipea

Senador Mecias de Jesus defende benefício para participantes de previdência complementar

Deputados amazonenses manifestam apoio a Marcelo Ramos durante Sessão

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.