‘No ano passado, a prefeitura simplesmente virou as costas para a pandemia’, diz Wilson Lima

De acordo com Wilson Lima, a prefeitura virou as costas para o problema e das 207 UBSs em Manaus, apenas 18 foram disponibilizadas para atender pacientes da Covid-19

Manaus | AM

Durante apresentação do plano estratégico de enfrentamento à Covid-19 ocorrida nesta segunda-feira (11), no Centro de Convenções Vasco Vasques, zona centro-sul, o governador Wilson Lima teceu críticas ao ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, e afirmou que o gestor virou as costas para a pandemia, durante a primeira fase do vírus, em 2020.

De acordo com o governador, a prefeitura virou as costas para o problema e das 207 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) em Manaus, apenas 18 foram disponibilizadas para atender pacientes da Covid-19. “Ano passado, a prefeitura simplesmente virou as costas para a pandemia, como se ela não tivesse nenhuma responsabilidade com isso”, disse.

Na oportunidade, Lima pediu ao Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que o Amazonas seja prioridade para o recebimento da vacina contra a Covid-19, que deve começar em 20 de janeiro. “Eu faço um apelo ao senhor e sua equipe para que o Estado do Amazonas, neste momento, possa ser prioridade no sentido de receber a maior quantidade possível de doses, para que a gente possa vacinar as pessoas em condição de vulnerabilidade, indígenas, profissionais de saúde, idosos do interior e comunidades distantes”, pediu.

O governador finalizou sua fala afirmando que o governo tem trabalhado muito para combater a pandemia, pois em dois meses, abriu mais de 600 leitos, equivalente a três hospitais com a estrutura do pronto-socorro João Lúcio e agradeceu o apoio do Exército Brasileiro que estão trazendo os cilindros de oxigênio para Manaus. “Nós estamos em uma guerra, nós estamos em uma batalha e só vai ser vencida com a união de todos nós”, afirmou Lima.

TrateCOV

Também durante a solenidade, ocorreu o lançamento do projeto-piloto do Ministério da Saúde, batizado de TrateCOV. O novo método científico na Atenção Primária à Saúde (APS) irá detectar casos de Covid-19 precocemente.

Por um aplicativo de celular, profissionais de saúde irão utilizar um protocolo clínico para fazer um diagnóstico rápido da doença nos postos de saúde, através de um sistema de pontos que obedece rigorosos critérios médicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PGR pede ao STF abertura de inquérito para apurar crimes de Pazuello contra a Saúde em Manaus

Deputado intermedia entre prefeituras e Governo repasse de R$ 100 milhões para combate à Covid-19 no interior do AM

Gestão de Arthur Neto gastou milhões em obras inacabadas ou sem condições de uso, diz vereador