MPC acende ‘luz amarela’ para transparência da Assembleia Legislativa do Amazonas

De acordo com o MPC, a ALEAM, presidida pelo deputado Josué Neto, informa apenas 46% de suas atividades no Portal da Transparência

Manaus | AM

O Ministério Público de Contas (MPC) divulgou, nesta semana, o ranking da transparência dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além da Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM), Ministério Público do Amazonas (MP-AM) e Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM).

De acordo com a publicação, a Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), presidida pelo deputado Josué Neto, das instituições e órgãos avaliados, foi a que teve a pior colocação, informando apenas 46% de DEsuas atividades no Portal da Transparência, o que corresponde de 50% a 75% de ações publicadas, fazendo acender a ‘luz amarela’ do órgão.

Veja o ranking feito pelo Ministério Público de Contas

O documento, emitido pela Coordenadoria de Transparência, Acesso à Informação e Controle Interno do MPC, foi assinado pela procuradora Evelyn Freire de Carvalho. Em primeiro com a melhor transparência, ficou o MP-AM com 92,95%, seguido do Governo do Amazonas com 91,83% e em terceiro a DPE-AM com 88,01%.

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) ficou em quarto lugar com 84,46% e o TCE com 84,80%. Se somados, 83% dos órgãos e instituições do Estado estão com nível elevado de transparência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Em menos de 24h, processo seletivo para o gabinete de Amom já tem mais de 5 mil pré-inscrições

População terá mais ônibus em horário de pico em Manaus, após pedido de vereador

Marcelo Ramos afirma que China doará oxigênio, máscaras e recursos para a Saúde do AM