MP-AM requer condenação da Amazonas Energia por danos ao meio ambiente em Nova Olinda do Norte

Em Ação Civil Pública, o MP-AM requer danos morais causados ao meio ambiente em Nova Olinda do Norte em razão do vazamento de mais de 30 mil litros de óleo diesel, provenientes de um tanque da empresa

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM), por meio da Promotoria de Justiça de Nova Olinda do Norte, ajuizou Ação Civil Pública (ACP) requerendo a condenação da Amazonas Energia por danos morais causados ao meio ambiente no município, em razão do vazamento de mais de 30 mil litros de óleo diesel, provenientes do tanque da Usina Termoelétrica da empresa. O fato ocorreu no dia 7 de agosto de 2017, causando poluição ambiental na nascente do Igarapé Uruçuncanga.

Segundo o promotor de Justiça, Kleyson Nascimento, o óleo proveniente de um tanque da Usina Termoelétrica contaminou a água, o solo, e a vegetação de 2629 quilômetros quarados, prejudicando os moradores do entorno devido ao odor forte, com risco de estender-se para outras áreas a jusante do corpo hídrico e causando poluição por degradação da qualidade ambiental e da biodiversidade.

Caso seja condenada ao pagamento de indenização patrimonial e extrapatrimonial, o valor vai ser destinado ao Fundo Estadual de Meio Ambiente do Amazonas, para ser utilizado em ações ambientais no interior do Amazonas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ministério da Economia publica regra que permite elevar salários de Bolsonaro e Mourão

Wilson Lima entrega 3 toneladas de alimentos na Zona Sul de Manaus

Aproximação de Dermilson Chagas e Eduardo Braga fica explícito nas redes sociais