MP-AM requer a atualização do Portal da Transparência de Manacapuru

De acordo com Ministério Público do Amazonas (MP-AM), a Prefeitura de Manacapuru recebeu quase R$ 7 milhões de verbas para serem usadas no combate à pandemia da Covid-19

Manaus | AM | Com informações da assessoria

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM), por meio da 2ª Promotoria de Manacapuru, ajuizou Ação Civil Pública (ACP) obrigando o Poder Executivo da região a atualizar o Portal da Transparência, com os dados e informações referentes as compras realizadas e contratos celebrados, de forma direta ou não, para a prevenção e enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com informações levantadas pela promotora Tânia Maria de Azevedo Feitosa – titular da promotoria – o município recebeu do Governo Federal valor de R$ 8.406.667,50, como verba destinada ao enfrentamento da pandemia.

Na exposição dos dados, via portal, criou-se um espaço para ações de combate à Covid-19, mas não houve – por parte da prefeitura – a disponibilização no sítio sobre elementos de contratos, receitas e gastos, deixando a comunicação desatualizada.

“Visitei o portal, fui em todas as abas relativas à Covid-19 e tudo se encontra desatualizado. Desde maio venho pedindo as cópias dos contratos, mas a prefeitura não encaminhou informação alguma, e temos a informação que só no ano de 2021, Manacapuru recebeu mais de R$ 7 milhões de verba federal. Então, nada mais justo que eles agora prestarem contas de como, quando e onde eles gastaram esse dinheiro”, ressaltou a promotora

No decorrer do processo, o MP-AM expediu, ainda, recomendações para que no prazo de dez dias, seja atualizado o Portal da Transparência, alimentado com todas as informações omitidas e outras que sejam relevantes para o interesse público, sob pena de providências judiciais cabíveis.

A promotora solicitou, também, que o Poder Executivo suspenda, se houver, os processos licitatórios em andamento, fazendo novas publicações exigidas pela lei, disponibilizando-se a íntegra do edital no Portal da Transparência, ao mesmo tempo que ocorre o procedimento licitatório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inês Simonetti deixará Sead para acompanhar o marido que disputa a presidência nacional da OAB

Colegiado do TJ-AM mantêm entendimento sobre impossibilidade de estender pensão a maior de 21 anos

Deputado diz que entrará Justiça contra aumento nas contas de água em Manaus