MP-AM investiga pagamento irregular de R$ 113,9 mil realizado pela Câmara Municipal de Manicoré

De acordo com informações do Diário Oficial do MP-AM, os valores foram pagos no período de 2007 e 2008, época em que o presidente da Câmara era Lúcio Flávio do Rosário

Manaus | AM

Um inquérito civil foi aberto pelo Ministério Público do Estado Amazonas (MP-AM) para apurar possíveis irregularidades decorrentes do pagamento de R$ 113.934,71 a uma empreiteira e um advogado via Câmara Municipal de Manicoré.
De acordo com informações do Diário Oficial do MP-AM, os valores foram pagos no período de 2007 e 2008, época em que o presidente da Câmara era Lúcio Flávio do Rosário.
O MP informa que a empresa Micro House Informática Importadora e Com. Ltda (R$ 22.035,00), o advogado Eduardo Terço Falcão (R$  15.749,42) e a Empreiteira Rodrigues – Francisco  Rodrigues da Silva (R$   76.150,29) foram os beneficiados. A investigação está sendo conduzida pela 1ª Promotoria de Justiça de Manicoré.

Careiro Castanho

O MP também abriu um inquérito civil para apurar supostas irregularidades nos repasses públicos entre a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Careiro Castanho e a Prefeitura de Careiro Castanho.A investigação está sendo conduzida pela Promotoria de Justiça de Careiro Castanho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

David Reis diz que vereadores decidirão se licitação das 41 pick ups vai continuar na CMM

Bolsonaro afirma que Governo Federal zerou impostos de medicamentos

Marcelo Ramos afirma que aumento do IOF é uma maldade com o povo brasileiro