MP-AM investiga pagamento irregular de R$ 113,9 mil realizado pela Câmara Municipal de Manicoré

De acordo com informações do Diário Oficial do MP-AM, os valores foram pagos no período de 2007 e 2008, época em que o presidente da Câmara era Lúcio Flávio do Rosário

Manaus | AM

Um inquérito civil foi aberto pelo Ministério Público do Estado Amazonas (MP-AM) para apurar possíveis irregularidades decorrentes do pagamento de R$ 113.934,71 a uma empreiteira e um advogado via Câmara Municipal de Manicoré.
De acordo com informações do Diário Oficial do MP-AM, os valores foram pagos no período de 2007 e 2008, época em que o presidente da Câmara era Lúcio Flávio do Rosário.
O MP informa que a empresa Micro House Informática Importadora e Com. Ltda (R$ 22.035,00), o advogado Eduardo Terço Falcão (R$  15.749,42) e a Empreiteira Rodrigues – Francisco  Rodrigues da Silva (R$   76.150,29) foram os beneficiados. A investigação está sendo conduzida pela 1ª Promotoria de Justiça de Manicoré.

Careiro Castanho

O MP também abriu um inquérito civil para apurar supostas irregularidades nos repasses públicos entre a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Careiro Castanho e a Prefeitura de Careiro Castanho.A investigação está sendo conduzida pela Promotoria de Justiça de Careiro Castanho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tony Medeiros assume presidência da Comissão de Turismo na ALEAM

MP-AM quer retorno seguro às aulas no município de Manaquiri

Governo do AM divulga lista de membros do Conselho Curador da UEA