MP-AM apura suposto caso de nepotismo envolvendo o prefeito de Tapauá

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) instaurou  um Procedimento Preparatório, cujo o objeto é apurar uma suposta prática de nepotismo – quando o agente público usa sua posição de poder para nomear, contratar ou favorecer parentes -, na nomeação de familiares do prefeito de Tapauá, Gamaliel Andrade de Almeida, para exercerem cargos comissionados no âmbito do Poder Executivo Municipal.

Segundo o MP-AM, o procedimento iniciou após uma reportagem intitulada “Prefeito de Tapauá nomeia irmãos a cargos públicos no município” veiculada no dia 16 de março de 2021. Conforme as informações no texto, os senhores Bezaleel Andrade de Almeida, Paulo Adnael Andrade de Almeida e Arlinda Marta Andrade de Almeida, irmãos do Prefeito, foram nomeados respectivamente para os cargos de representante do município em Manaus, secretário municipal de governo e secretária municipal de educação.

O Promotor de Justiça Bruno Batista, requisita ao Prefeito Municipal, no prazo de 10 dias, que informe se há parentes seus, consanguíneos por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, ocupando qualquer cargo de livre nomeação, dentro da Administração Pública, e, em caso positivo, forneça o nome de todos os agentes públicos e seu grau de parentesco, bem como respectivos cargos, vencimentos e atos de nomeação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Senadores Omar, Plínio e Braga votaram a favor da criação da CPI da Covid-19

AO VIVO | Saiba quais ministros do STF votaram contra a liberação de cultos e missas na pandemia

Roberto Cidade autorizou o gasto de mais de R$ 12 milhões com contratos na Aleam