Ministério Público do Amazonas dá posse a nova Corregedora-Geral e Ouvidora-Geral

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) empossou na tarde desta quinta-feira (18), a nova Corregedora-Geral, Sílvia Abdala Tuma, e a Ouvidora-Geral, Jussara Maria Pordeus e Silva. As duas vão atuar no Bienio 2021/2023, sob a gestão do Procurador-Geral de Justiça Dr. Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior. Em virtude da pandemia da Covid-19 e respeitando as medidas impostas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o evento ocorreu de forma virtual, por meio do canal da Secretaria dos Órgãos Colegiados, no Youtube.

Em seu discurso de posse, a Dra. Jussara Maria Pordeus e Silva, se despediu da Corregedoria Geral destacando a sensação de dever cumprido e fazendo um balanço dos últimos quatro anos em que exerceu o cargo de Corregedora-Geral. Ela também falou sobre a expectativa para os desafios a serem enfrentados, agora na Ouvidoria Geral, principalmente por conta das mudanças que a pandemia do Coronavírus trouxe ao órgão.

“Hoje, considero encerrada minha missão junto à Corregedoria-Geral do Ministério Público. Lá, tive momentos em que a tradução do trabalho correto e justo, traduziu-se no endurecimento da atuação em desfavor de alguns, contudo, trabalho nunca afastado preservação dos valores Institucionais. A Corregedoria-Geral, embora não se tenha se tenha, muitas das vezes, exata noção, é um organismo complexo e hoje, bem engrenado, que funciona a “todo vapor”, de 8h às 18h, de segunda a sexta. “, disse em parte do discurso.

Em seu discurso, a Dra. Sílvia Abdala Tuma destacou a luta da sociedade e dos órgãos públicos, em especial o Ministério Público, durante a pandemia. Ela falou sobre os desafios que serão enfrentados nos próximos dois anos, dando uma grande prova de cidadania e uma oportunidade ímpar de resgate do Ministério Público, como guardião dos interesses sociais e individuais.

“O período é complicado e, por vezes, incompreensível. Não se pode deixar de pensar que vivemos um momento difícil em que se faz necessário adotar medidas de restrição para tentar frear a transmissão avassaladora do novo coronavírus. O país teve recorde de média móvel de mortes pelo sétimo dia seguido. É uma situação muito preocupante.”, ressaltou a nova Corregedora-Geral, que ainda comentou que um dos principais papéis da Corregedoria é apoiar e estimular os colegas a atuarem de modo proativo e resolutivo, principalmente nestes novos tempos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bolsonaro cobra pedidos de impeachment de ministros do STF a senador Jorge Kajuru

Vereador Caio André cobra reabertura do CSU do Parque 10

Internautas chamam a atenção de deputado Dermilson Chagas em rede social