Marcelo Ramos faz apelo ao STF para permanência da Embaixada Venezuelana no Brasil

Manaus | AM

O vice-presidente da Câmara da deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), por meio de suas redes sociais, fez um apelo ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), para apreciar e prorrogar a Medida Cautelar no Habeas Corpus 184.828-DF, que diz respeito a permanência da embaixada da Venezuela no Brasil.

Segundo Ramos, um dos motivos para a permanência da embaixada, foi a ajuda que a Venezuela fez ao Brasil, em especial ao Amazonas, quando houve a ‘crise do oxigênio’. Em janeiro deste ano, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), confirmou no dia 18 do mês em destaque, que recebeu 107 mil m³ oriundo de doação venezuelana.

Vírus não tem ideologia! Oxigênio não tem ideologia! A vida não tem ideologia!“, argumentou Marcelo ao defender a permanência da embaixada e reforça que o atual chanceler da república, Ernesto Araújo, contaminou o povo brasileiro com uma ‘ideologia obscura’, se referindo à Venezuela.

Ernesto Araújo x Governo Maduro

Ainda em sua publicação, Ramos diz que, como brasileiro, seu papel não é rejeitar ou dar apoio ao governo de Maduro, mas é apoiar o direito do povo venezuelano em tomar suas próprias decisões, se referindo aos embaixadores do país que seriam expulsos.

Ao se referir sobre ideologia, o vice-presidente da Câmara lembra que no ano passado, durante uma reunião de ministros dos Estados Ibero Americanos, o chanceler e ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, usou seu discurso para dizer que o governo de Nicolás Maduro é uma verdadeira ditadura e retirar todos os representantes venezuelanos do Brasil.

Marcelo Ramos recorre ao STF sobre permanência da embaixada

Seguindo sua lógica de ‘gratidão’, Ramos, para reforçar seu apelo ao STF, diz que o corpo diplomático do país foi solidário com o povo brasileiro quando enviou as doações de oxigênio no momento mais difícil. “Em especial com o povo do Amazonas no momento mais difícil das nossas vidas, realizando uma grande doação de oxigênio que salvou milhares de brasileiros.”, disse o parlamentar.

Em 2020, o ministro Barroso já havia confirmado a liminar que concedia a permanência dos diplomatas venezuelanos no Brasil e Ramos pediu que mais uma vez a medida seja prorrogada para garantir a permanência no Brasil dos 16 membros da Embaixada Venezuelana e suas respectivas famílias.

Confira a medida na íntegra:

HC184828

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Senadores Omar, Plínio e Braga votaram a favor da criação da CPI da Covid-19

AO VIVO | Saiba quais ministros do STF votaram contra a liberação de cultos e missas na pandemia

Roberto Cidade autorizou o gasto de mais de R$ 12 milhões com contratos na Aleam