Marcellus Campêlo pede exoneração do cargo de secretário de Saúde do Amazonas

De acordo com o agora ex-secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, o pedido de exoneração é para não deixar dúvidas sobre sua conduta durante gestão da pasta

Manaus | AM

O engenheiro Marcellus Campêlo, anunciou, no final da tarde desta segunda-feira (7), que pediu exoneração do cargo de secretário de Saúde do Amazonas. De acordo com ele, a decisão tem como objetivo não gerar nenhum tipo de dúvidas sobre seu caráter, conduta e contribuir com as investigações da operação ‘Sangria’, que teve sua quarta fase deflagrada na última semana.

Apesar disso, Campêlo permanecerá no Governo do Amazonas como coordenador da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), que responde pelo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim). O agora ex-secretário de Saúde, assumiu a pasta em junho de 2020 em plena pandemia do novo coronavírus (Covid-19), e foi preso na última quarta-feira (2) durante a deflagração da operação ‘Sangria’ pela Polícia Federal.

O pedido de exoneração ocorreu ainda nesta segunda-feira, durante reunião com o governador do Amazonas, Wilson Lima. Campêlo foi solto na madrugada desta segunda, após passar cinco dias custodiado no Centro de Detenção Provisória Masculina (CDPM) de responsabilidade da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcellus Campêlo nega que rede de saúde do Amazonas faça uso do tratamento precoce

Plínio Valério afirma que votará contra a privatização da Petrobras

Premiê britânico, Boris Johnson, adia relaxamento de lockdown em um mês