Filiado ao partido de Braga e Calheiros, Fausto Jr. participa de live com apoiadora de Bolsonaro

A participação de Fausto Jr. na live de Carla Zambelli pode indicar uma possível aproximação de Eduardo Braga com a base bolsonarista da CPI da Pandemia

Manaus | AM

Após polêmica e conturbada participação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, nesta terça-feira (29), em Brasília, o deputado estadual Fausto Jr. (MDB) participou, nesta quarta-feira (30), de uma live com a deputado federal Carla Zambelli (PSL-SP), apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Omar Aziz contra-ataca Fausto Jr. em depoimento na CPI da Pandemia

Porém, Fausto é filiado ao MDB mesmo partido do senador Eduardo Braga e do relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros, ambos, até então, críticos ferrenhos de Bolsonaro.

Em uma foto ao lado de Carla, Fausto Jr. escreveu em sua rede social: “Pra quem não pode acompanhar a CPI da Covid (sic) no Senado, essa é uma ótima oportunidade do Amazonas e do Brasil entender todos os ataques, pressões e ameaças que sofri por falar a verdade e o que todo o povo do meu estado gostaria”.

Jovem deputado, Fausto Jr. deixa Braga e Omar em maus lençóis na CPI da Pandemia

Ele completou, ainda, dizendo que “com coragem muita coragem retorno para o Amazonas de cabeça erguida e com o sentimento de dever cumprido”. “Obrigado pela solidariedade e apoio, Carla Zambelli”.

Mudanças

Ventila nos bastidores da política, que o senador Eduardo Braga teria abandonado o G7, como é denominado o grupo contra Bolsonaro na CPI, e se aproximado da base governista. De acordo com matéria do ‘Metrópoles’, a possível mudança de lado de Braga na comissão já vinha sendo sentida pelos integrantes do grupo majoritário e até pelos governistas há mais de três semana.

Fausto Jr. afirma que Omar Aziz deveria ser indiciado por conta da crise de saúde no Amazonas

Também conforme a matéria, por conta dessa aproximação, O G7 criou, inclusive, um novo grupo de WhatsApp para se comunicarem, sem a presença de Braga, que é o líder do MDB no Senado.

Questionado sobre o assunto, Braga negou aproximação com os governistas. Por meio da assessoria de imprensa, o líder do MDB afirmou que sua posição é pública e continua sendo de “independência”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto cria punição e multa a quem pichar ou destruir Patrimônio Público no Amazonas

MP-AM investiga desativação do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência

Projeto antecipa FGTS, restituição de Imposto de Renda e saldo de poupança a órfãos