Em março, deputados estaduais gastaram mais de R$ 700 mil do ‘Cotão’ da ALEAM

Com esse valor os parlamentares poderiam ter comprado, pelo menos, uma usina completa de oxigênio para o interior do Estado, que custa aproximadamente R$ 600 mil

Manaus | AM

Em março deste ano, 22 deputados estaduais gastaram R$ 775.462,45 com a Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o ‘Cotão’, da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM).

Com esse valor os parlamentares poderiam ter comprado pelo menos uma usina completa de oxigênio para o interior do Estado, que custa aproximadamente R$ 600 mil e com o resto do dinheiro, poderiam ter adquirido Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para profissionais da saúde.

Informações obtidas pelo site O PODER revelam que apenas os deputados Tony Medeiros (PSD) e Ângelus Figueira (DC), que entraram recentemente na legislatura, não usaram o ‘Cotão’ do Poder Legislativo.

A deputada que menos gastou foi Nejmi Aziz (PSD) que neste ano, assumiu o posto de parlamentar. Ela usou o montante de R$ 8.134,04 com consultoria de comunicação e material de expediente de informática.

De acordo com o Portal da Transparência da ALEAM, outros parlamentares usaram a verba pública para consultoria jurídica, fretamento aéreo, aluguel de imóveis, de casas, compra de combustíveis, assinatura de jornais, locação de carros, softwares e tecnologia da informação.

Quem mais gastou

O Núcleo de Fiscalização e Controle de Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap) revela que o deputado que mais gastou, neste mês de março com o ‘Cotão’, foi Carlinhos Bessa (PV), que é o atual 1º vice-presidente da ALEAM.

Os deputados de oposição Dermilson Chagas e Wilker Barreto, ambos do partido Podemos, que é comandado pelo ex-governador Amazonino Mendes, gastaram juntos R$ 64.448,71.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Renan Calheiros diz que Fabio Wajngarten está mentindo na CPI da Covid

CPI da Covid ouvirá governos e prefeituras a partir de junho; secretário da Saúde do AM será o primeiro

AAMP busca apoio de deputados federais para barrar propostas que enfraquecem o Ministério Público