Deputados da ALEAM gastam mais de R$ 11 milhões com aluguel de aeronaves em 2020, ano de início da pandemia do novo coronavírus

O montante foi gasto com três empresas ao longo de 11 meses por membros da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM)

Manaus | AM

Em meio à crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), sob gestão do deputado estadual e futuro conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Josué Neto (Patriota), gastou somente em 2020 R$ $ 11.390.176,5, com a locação de aeronaves de três empresas privadas para a locomoção de membros da ALEAM. O valor chegar a superior ao contrato assinado pelo Governo do Estado para os mesmos fins, mas foi amplamente criticado por parlamentares estaduais.

aleam

Para completar os gastos já nas ‘alturas’, antes de deixar a presidência da ALEAM, Josué Neto prorrogou o contrato mensal com as empresas Manaus Aerotaxi Participações LTDA (R$ 386.409,15), Amazonaves Táxi Aéreo (R$ 123.013,33) e CT/Cleiton Táxi Aéreo (R$ 249.760), concedendo um termo aditivo de 12 meses, a contar do dia 2 de dezembro 2020 até o dia 1º de dezembro de 2021 para o fretamento aéreo.

aleam
Mesmo com esse gasto milionário, os deputados estaduais Delegado Péricles (PSL), Dermilson Chagas (Podemos) e Wilker Barreto (Podemos), sem olhar para dentro da Casa, se mantiveram calados sobre o assunto na tribuna do Poder Legislativo. No início deste mês, os dois parlamentares criticaram, que entre 2019 e 2020, o Estado gastou o valor de R$ 7,2 milhões no aluguel de um jatinho, por meio de processos indenizatórios.

aleam
No entanto, nem Péricles ou Wilker falam que nos últimos 18 anos, durante as gestões do ex-governadores Eduardo Braga, Amazonino Mendes e Omar Aziz os foram gastos mais de R$ 75 milhões com aluguel de aeronaves e jatinhos para viagens estaduais, interestaduais e até mesmo internacionais.

aleam
Diárias e passagens

Em levantamento feito pelo portal O PODER, também constatou que Josué Neto foi o ‘campeão’ – se é que podemos chamar assim – em gastos de diárias e passagens, em 2020. Conforme o Portal da Transparência, mesmo durante o cenário de pandemia, o ex-presidente da ALEAM fez um total de 16 viagens e ganhou 31,5 diárias com voos para Brasília, Boa Vista, Rio de Janeiro e São Paulo. Os valores não estão disponibilizados pelo Poder Legislativo.

Em segundo lugar, com gastos de diárias e passagens ficou o deputado Delegado Péricles, que fez cinco viagens a Brasília, e também realizou uma viagem pelos municípios de Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga, Eirunepé e Manaus. Péricles ganhou 10,5 em diárias do Poder público. Wilker Barreto fez duas viagens e recebeu duas diárias com viagens para Brasília.

aleam

aleam

aleam

aleam

aleam

aleam

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presidente Jair Bolsonaro sanciona Lei do Mandante

Votação no STJ mantém Wilson Lima no cargo e frustra oposição

'Agora terei a oportunidade de apresentar minha defesa e aguardar a minha absolvição', diz Wilson Lima após denúncia aceita pelo STJ