CPI da Pandemia ouvirá governadores entre os meses de junho e julho

Vale ressaltar que a convocação de governadores para a CPI da Pandemia é alvo de ação no Supremo Tribunal Federal (STF)

Manaus | AM

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), anunciou nesta terça-feira (8) as datas das oitivas dos governadores convocados pela comissão

Para o dia 29 de junho, está marcada a presença do governador Helder Barbalho, do Pará; no dia 30, Wellington Dias, do Piauí; no dia 1º de julho, Ibaneis Rocha, do Distrito Federal; no dia 2, Mauro Carlesse, do Tocantins; no dia 6, Carlos Moisés, de Santa Catarina; no dia 7, Antônio Garcia, de Roraima e no dia 8, Waldez Góes, do Amapá.

Vale ressaltar que a convocação de governadores é alvo de ação no Supremo Tribunal Federal (STF). A relatora é a ministra Rosa Weber. Os gestores estaduais pedem a suspensão de “qualquer ato da CPI da Pandemia referente à convocação para depoimento de governadores de estado e do Distrito Federal”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Terra nega ‘gabinete paralelo’ e diz que STF ‘limitou’ Bolsonaro; senadores reagem

Capitão Carpê propõe PL que autoriza Guarda Municipal a fazer patrulhamento preventivo

Projeto de Lei prevê garantia de vagas a PCDs em cargos comissionados