Chico Preto sugere veto ao Fundo Eleitoral e diz que Marcelo Ramos foi partícipe ‘da jogada’

O ex-vereador Chico Preto pediu, neste domingo (18), que o presidente Jair Bolsonaro vete o aumento do Fundo Eleitoral

Manaus | AM

O ex-vereador Chico Preto (DC) aproveitou o domingo (18) para falar sobre o Fundo Eleitoral. Em sua conta no Twitter, ele afirmou que “o aumento do Fundo Eleitoral despreza o sentimento de prioridade dos brasileiros” e defendeu que o veto “é o caminho que o Brasil espera”. Na publicação, ele ainda colocou #VetaBolsonaro.

Chico lembrou, ainda, que a proposta do Fundo Eleitoral enviada ao Governo Federal, na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022, era de aproximadamente R$ 2 bilhões, e teve emenda do deputado Juscelino Filho (DEM-BA), aumentando o Fundo para R$ 3,7 bilhões, totalizando R$ 5,7 bilhões.

Ainda na oportunidade, ele ressaltou que estava convencido de duas situações: a primeira de que deputados, “talvez aquele conhecido como alto clero, tramou a aprovação deste absurdo aumento do Fundo Eleitoral” e a segunda é de que o deputado federal Marcelo Ramos (PL) “era ciente e partícipe da jogada”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcelo Ramos e Serafim Côrrea saem em defesa de Bruno Covas após ataque de Bolsonaro

Ex-secretária de Arthur Neto, Kuka Chaves é cotada para assumir Seduc

General Carlos Alberto Mansur assume comando da SSP-AM