Bolsonaro discursa em São Paulo e volta atacar STF e Alexandre de Moraes

O presidente Jair Bolsonaro está em São Paulo e discursou para apoiadores políticos durante ato na Avenida Paulista

Manaus | AM

Dando continuidade a sua participação nas manifestações no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro  (sem partido) chegou a São Paulo, por volta 14h30, desta terça-feira (7), para acompanhar o ato que acontece na Avenida Paulista.

Na chegada a capital paulista, Bolsonaro se hospedou em um hotel de trânsito onde se reuniu com alguns ministros e representantes da direita daquele estado. Em seguida, o presidente fez um sobrevoo de helicóptero na Avenida Paulista, onde acenou para apoiadores como fez em Brasília.

A comitiva presidencial chegou a Avenida Paulista por volta das 15h30 (horário Brasília), como era previsto. Bolsonaro começou a discursar por volta das 15h40. Ele iniciou sua fala agradecendo a Deus pela vida, e pelos brasileiros que o elegeram..

O presidente lembrou da pandemia e culpou governadores e prefeitos pelos problemas econômicos e sociais causados em decorrência das medidas tomadas para evitar aglomeraçções e a proliferação do novo coronavírus.

O mandatário defendeu a liberdade de expressão e o direito de ir e vir, em oposição aos decretos tomados pelos chefes de estados. Bolsonaro voltou criticar o Supremo Tribunal Federal (STF) que apoiou as ações  tomadas pelos governadores.

O presidente defendeu o voto auditavel e a contagem de votos. Bolsonaro chegou a chamar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, de farsa e criticou nominalmente o ministro Alexandre de Morais. “Ele continua a açoitar nossa democracia e desrespeitar nossa constituição”.

O discurso durou em torno de 40 minutos. Bolsonaro volta  a Brasília ainda nesta terça, e nesta quarta-feira (8), participará de uma reunião do Conselho da República. Alguns integrantes do conselho disseram que não foram convocados.

  

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portugal reconhece certificados de vacinação emitidos pelo Brasil

Governo federal cria programa para expandir telecomunicações na Amazônia

Cartórios eleitorais do interior do AM voltam a atender presencialmente