Atos pró-Bolsonaro em Manaus somaram 50 mil pessoas

Os atos em apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro, ocorreram em três pontos distintos de Manaus: Ponta Negra, Centro e Bola da Suframa. Os números foram fornecidos pelos organizadores dos eventos

Manaus | AM

Com cartazes que pediam o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF), a adoção do voto impresso e a saída do ministro Alexandre de Moraes, apoiadores da direita, em Manaus, lotaram os três pontos da cidade (Centro, Ponta Negra e Bola da Suframa) onde ocorreram atos pró-Bolsonaro, na tarde desta terça-feira (7).

Os organizadores estimam que, somando o público dos três locais, 50 mil pessoas estiveram presentes nas manifestações. Os números ainda não são oficiais e todos os eventos iniciaram pontualmente às 15h.

No calçadão da Ponta Negra, a polícia estima que aproximadamente 7 mil pessoas passaram pelo evento. De acordo comandante do policiamento da área Oeste, tenente coronel Idelmar Coutinho, esse número é transitório uma vez que pessoas saem e pessoas chegam no local. A organização estima que 20 mil pessoas participaram.

Foto: Divulgação

Já na Praça do Congresso, no Centro de Manaus, organizadores definiram um número de 15 mil pessoas. Ainda de acordo com os organizadores, o número foi fornecido pela polícia.

No Centro Cultural dos Povos da Amazônia, o deputado federal, Silas Câmara (PSD), que é um dos organizadores e representante  da Ordem dos Ministros Evangélicos do Amazonas, informou que o número foi de 25 mil participantes.

bolsonaro

O primeiro ato desta terça-feira (7), foi uma carreata promovida por caminhoneiros em apoio a Bolsonaro que  percorreu as principais vias da capital amazonense. O grupo saiu da Avenida Torquato Tapajós, na zona norte da cidade, em direção ao Complexo Turístico da Ponta Negra, na zona oeste.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portugal reconhece certificados de vacinação emitidos pelo Brasil

Governo federal cria programa para expandir telecomunicações na Amazônia

Cartórios eleitorais do interior do AM voltam a atender presencialmente