Arthur Neto quer disputar as prévias presidenciais do PSDB e ‘ignora’ investigações do MP-AM

O ex-prefeito de Manaus, Arthur Neto, é investigado por irregularidades em obra de um velódromo e por conceder vantagens indevidas a servidores

Manaus | AM

Com investigações de superfaturamento de obras em um velódromo no bairro Compensa, Zona Oeste, e denunciado pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM) por conceder vantagens indevidas a servidores públicos, além de ser alvo de um inquérito civil por irregularidades em duas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) na zona rural da capital, o ex-prefeito Arthur Neto (PSDB) usou as redes sociais, nesta quarta-feira (8), para dizer que vai disputar as prévias presidencias do partido.

Associação do MP-AM repudia ataques de Arthur Neto contra o órgão

“A propósito, uma disputa para ver quem é o candidato do PSDB para presidência não pode ser sangrenta. Não farei aliança contra ninguém, somente a favor do partido. Não podemos fugir do compromisso de fortalecer a democracia”, disse o tucano.

Renan Valeiko, irmão de Alejandro e enteado de Arthur Neto, se filia ao PSDB

Arthur Neto escreveu em suas redes sociais que vai se inscrever nas prévias e encarar com firmeza o desafio na sigla. “O partido está pequeno, mas seu legado é grande. Por isso, defendo que discutamos a Amazônia, a economia sustentável, a democracia e sua renovação. O momento é de união”, disse o ex-prefeito de Manaus, que também ressaltou que levará para os debates temas como a defesa do parlamentarismo e renovação do conceito de social-democracia.

Servidores que receberam gratificações de quase 500% tinham ligações com Arthur Neto e Lourenço Braga

Obras

O legado de Arthur Neto durante os 8 anos de gestão à frente da Prefeitura de Manaus foi deixar para o atual prefeito David Almeida (Avante) mais de 100 obras na capital do Amazonas inacabadas. O tucano também deixou três lotes de obras, no valor de R$ 150 mil paralisadas no Distrito Industrial, na Zona Sul de Manaus.

No meio da pandemia, Arthur gastou mais de R$ 20 milhões com obras pela cidade, principalmente, no fim do mandato. Além disso, deixou um contrato de mais de R$ 19 milhões em comunicação amarrado para o novo gestor da Poder Executivo Municipal.

Gestão Arthur Neto: UBSs da zona rural com irregularidades são alvo de investigação do MP-AM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portugal reconhece certificados de vacinação emitidos pelo Brasil

Governo federal cria programa para expandir telecomunicações na Amazônia

Cartórios eleitorais do interior do AM voltam a atender presencialmente