Após pressão, Arthur Neto decide pagar Fundeb aos professores municipais

O prefeito Arthur Neto começou a ser alvo de cobranças dos professores municipais, após o governador Wilson Lima destinar R$ 142,6 milhões aos educadores e administrativos estaduais

Manaus | AM

Após sofrer forte pressão e inúmeras cobranças, o prefeito Arthur Neto anunciou, nesta quarta-feira (23), que pagará, até a próxima terça-feira (29), as ‘sobras’ do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), no valor de R$ 1 mil, para 12.166 profissionais da educação municipal.

A cobrança em torno do pagamento, iniciou após o governador Wilson Lima assinar, na última terça-feira (15), o Decerto n. 43.182/2020, autorizando o pagamento do Fundeb para 26,7 mil servidores da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc).

No dia 26 de novembro, um grupo de professores esteve na sede da Prefeitura de Manaus, no bairro Compensa, zona oeste da cidade, cobrando o repasse das ‘sobras’ e também mais transparência na gestão do dinheiro público.

A movimentação contou com apoio do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam). Na oportunidade, os servidores municipais tentaram entregar ao prefeito Arthur Neto um ofício reivindicando os dados sobre o Fundeb, mas não foram atendidos por ele e o documento foi apenas protocolado.

Diferentemente do Governo do Amazonas, que pagará entre R$ 4 mil e R$ 12 mil, e contemplou servidores técnicos e administrativos, além de professores e pedagogos, a prefeitura pagará o valor de R$ 1 mil aos servidores municipais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

David Reis publica suspensão do edital de construção do 'puxadinho' por determinação da Justiça

Omar Aziz xinga ministro da CGU durante áudio vazado; veja vídeo

Indicação de David Reis assegura cota de 5% para PCD em programa de moradias populares