Após leilão, presidente do Atlético Rio Negro Clube quer nulidade, pois o valor foi ‘pouco’

Manaus | AM

O presidente do Atlético Rio Negro Clube, Jefferon Oliveira, informou por meio de nota que ingressou uma ação na justiça para provar a nulidade do processo do leilão envolvendo a Sede, que ocorreu no dia 22 deste mês e foi arrematado por R$ 3,78 milhões, valor chega ser a menos da metade que era avaliado.

Confira a nota na íntegra

O Atlético Rio Negro Clube através do seu Presidente Jefferson Oliveira, vem a público informar que ingressou com uma ação para provar a NULIDADE do processo de leilão envolvendo a Sede, ocorrido no dia 22/03/2021.

O atual Presidente externa que NÃO desistiu de lutar pela Sede e não medirá esforços para mantê-la em posse do clube.

Acreditamos ser inadmissível dar seguimento ao leilão nos termos citados, com o preço estipulado em menos de 50% de seu valor avaliado, além disso, jamais deixaremos a história de nossa Sede e clube, que andam juntas, serem apagadas do nosso Estado.

Contudo precisamos nos irmanar com os verdadeiros Rionegrinos cuja herança de amor ao clube adquirida de seus pais e avos, se engaje nessa luta de resistência em prol de mantermos a Sede e razão social unidas sempre! Vamos nos unir para ver o Clube no mais alto patamar que ele merece, porém não apartado ou partido ao meio, mas junto com o seu mais precioso bem material, sua tradicional e imponente Sede Dórica com seu tradicional Salão dos Espelhos, sua piscina de tantos campeões e ginásio poliesportivo de jogos e eventos inesquecíveis.

Chegou a hora de sair do discurso em âmbito digital e atuar em conjunto com o clube!

Saudações Rionegrinas
#SomosTodosRioNegro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Governo do AM divulga lista de membros do Conselho Curador da UEA

Bolsonaro sinaliza possível liberação da proxalutamida para tratar Covid-19

Senadores Omar, Plínio e Braga votaram a favor da criação da CPI da Covid-19