Após estratégia política fracassada de Braga em Brasília, ALEAM tenta criar a CPI da Pandemia

Nesta quinta-feira (1º), o presidente da ALEAM, deputado Roberto Cidade (PV) declarou apoio a criação da CPI da Pandemia do Amazonas

Manaus | AM

Após o fracasso do senador Eduardo Braga (MDB) de levar o deputado estadual Fausto Jr. (MDB) para depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, do Senado Federal, parlamentares da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) tentam criar uma nova CPI no Estado.

Nesta quinta-feira (1º), o presidente da ALEAM, deputado Roberto Cidade (PV) declarou apoio a criação da CPI da Pandemia do Amazonas. “Eu, como presidente desse Poder, quero dizer que estarei assinando a CPI hoje, por plena convicção de estar fazendo meu trabalho como parlamentar”, disse ele.

A fala de Cidade vai ao encontro do que sugeriu Eduardo Braga durante a presença de Fausto Jr. na CPI da Pandemia, em Brasília. O ‘cacique político’ tem o forte desejo em concorrer ao cargo de governador do Amazonas nas Eleições de 2022 e Omar Aziz, presidente da comissão, busca a reeleição para o Senado.

Nesta quarta-feira (30), o deputado Wilker Barreto (Podemos) chegou a afirmar, no plenário Ruy Araújo, que a CPI da Saúde do Amazonas, criada ano passado, saiu desmoralizada no Senado Federal e a imagem da própria ALEAM ficou “queimada” para o Brasil.

Até o momento, a CPI da Pandemia da ALEAM conta com cinco assinaturas: Wilker Barreto, Nejmi Aziz (PSD), Delegado Péricles (PSL), Dermilson Chagas (Podemos) e Roberto Cidade. Vale lembrar que Nejmi, que é esposa de Omar Aziz, foi preso, em 2019, pela Polícia Federal (PF) durante a operação ‘Vertex’, que investiga a prática de crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Estratégia

O plano de Braga foi exposto pelo senador Telmário Mota (Pros-RR), nesta terça, na CPI da Pandemia. Segundo o parlamentar, ele viu uma verdadeira disputa política, principalmente, a estratégia do senador Eduardo Braga (MDB-AM) para as Eleições 2022 ao levar o deputado estadual Fausto Jr.

Ainda na oportunidade, o parlamentar relembrou das trapalhadas do ex-prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), na primeira onda da Covid-19, em Manaus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CPI da Pandemia aprova quebras de sigilo e requisição de servidores da PF

Câmara aprova texto-base do projeto de privatização dos Correios

Pauta de tramitação da Aleam tem projetos voltados para o meio ambiente e saúde mental