Aeroportos da Região Norte são comprados por empresa francesa no valor de R$ 420 milhões

Manaus | AM

Na manhã desta quarta-feira (7), o bloco de aeroportos da região Norte  que são do Amazonas são: o aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, o aeroporto Internacional de Tabatinga e o aeroporto de Tefé, foram arrematados no valor de R$ 420 milhões pela empresa francesa Vinci Airports.

Os três terminais integram o Bloco Norte da 6ª rodada de concessões aeroportuárias, que também é formado pelos aeroportos de Porto Velho, Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Boa Vista.

O arremate por parte da empresa ganhou de um outro lance no valor de R$ 50 milhões, oferecido pelo Consórcio AeroBrasil, formado pela CCR, Zurich Airport Internactional AG e Munich Airport Internactional Beteiligungs GMBH.

Após o leilão, para poder bater o martelo, o CEO da Vinci Air Ports, Nicolas Notebaert, tentou falar em português do Brasil que está honrado e satisfeito em ter conquistado os aeroportos da Região Norte e tem um plano sustentável para os mesmos, uma vez que eles estão situados na maior área verde do planeta.

Aeroportos
CEO da Vinci Air Ports, Nicolas Notebaert, que arrematou os aeroportos do Bloco Norte no valor de R$ 420 milhões. Foto: Reprodução

“Estamos honrados e extremamente satisfeitos por ter conquistado a concessão para agenciar os aeroportos do Bloco Norte. Esse é um passo importante para a consolidação da empresa e do trabalho que estamos desenvolvendo no Brasil”, disse Nicolas.

Para Nicolas, o empenho agora é trabalhar de forma sustentável para um aeroporto que está no meio da maior concentração verde [floresta] do planeta. “São aeroportos verdes para o crescimento sustentável, porque a nossa gestão será baseada em um dos valores mais importantes para a Vinci Airpots, que é o nosso compromisso com uma agenda sustentável sólida.”, disse o CEO.

Confira um pedaço do discurso de agradecimento de Nicolas Notebaert

Conheça a Vinci Airtports

A Vinci Airports, filial do Grupo Vinci, é uma empresa francesa operadora aeroportuária. Sendo um player global, a empresa desenvolve, financia, constrói e opera uma rede de 36 aeroportos: 13 na França, 10 em Portugal, três no Camboja, dois no Japão, seis na República Dominicana, um no Chile e Brasil.

Está entre os cinco maiores operadores do mercado aeroportuário, o conjunto dos aeroportos sob sua gestão representa um tráfego anual total de mais de 132 milhões de passageiros e é servido por mais de 200 companhias aéreas. Em 2016, o volume de negócios da VINCI Airports ultrapassa os mil milhões de euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deputada Joana Darc conseguiu em uma semana beneficiar mais de 2 mil animais comunitários

Ao Vivo | Confira o resumo das principais notícias do Site O Poder

Escrivão que agrediu ex-namorada é expulso da Polícia Civil do Amazonas