Governador Wilson Lima participa de posse do ministro Alexandre de Moraes, como novo presidente do TSE

Chefe do poder executivo do Amazonas esteve entre os 22 governadores presentes na cerimônia, que também empossou Ricardo Lewandowski no cargo de vice-presidente

O governador do Amazonas, Wilson Lima, foi um dos 22 governadores a participar, na noite desta terça-feira (16), em Brasília (DF), da cerimônia de posse do novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, e do vice-presidente, ministro Ricardo Lewandowski. Morais vai conduzir as eleições gerais de outubro deste ano e substitui Edson Fachin.

Wilson Lima destacou a importância do trabalho daqueles que irão comandar as eleições de outubro. “A Justiça Eleitoral brasileira garante a tranquilidade do processo de escolha dos chefes do executivo e do parlamento. Saúdo ao novo presidente Alexandre de Moraes e ao vice, Ricardo Lewandowski. Desejo sucesso na condução das eleições que se avizinham”, disse.

Além dos governadores, diversas autoridades estiveram presentes na solenidade, realizada na sede do TSE. A lista contou com nomes como o Presidente da República, Jair Bolsonaro, os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, da Câmara Federal, Artur Lira, o procurador da República, Augusto Aras, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça, e Procuradoria Geral da República (PGE), além de políticos.

O ministro Alexandre de Moraes fez um destaque especial quanto a presença dos governadores no ato. “A presença de todos aqui, no tribunal da democracia, nos honra e dignifica a Justiça Eleitoral. A presença do excelentíssimo presidente da república, dos presidentes da Câmara e do Senado, do procurador geral da república, dos ministros do Supremo Tribunal Federal, dos 22 governadores do Estado, demostra que é tempo de união, é tempo de confiança no futuro”, afirmou.

Histórico
Alexandre de Moraes nasceu em São Paulo (SP) e se graduou pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco – Universidade de São Paulo (USP) –, onde também concluiu o doutorado em Direito do Estado, em 2000.

Desde 1991, quando ingressou na carreira do Ministério Público do Estado de São Paulo, atuou em diversos órgãos públicos, tendo tomado posse no cargo de ministro do STF em 2017.

Já Ricardo Lewandowski é natural do Rio de Janeiro. É ministro do STF desde 16 de março de 2006. Ele é doutor em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) e master of arts em Relações Internacionais pela Fletcher School of Law and Diplomacy, da Tufts University, administrada em cooperação com a Harvard University.

Antes de ingressar no STF, também foi desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) e juiz do Tribunal de Alçada Criminal do estado. Esta é a sua segunda passagem pela Corte Eleitoral; na primeira, presidiu a Casa, de 2010 a 2012.

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.