Detran-AM já capacitou mais de mil profissionais e distribuiu 7 mil kits de segurança com ‘Motociclista Legal’

Atualmente, 1.076 alunos se tornaram aptos nos cursos de especialização e atualização pelo projeto. Além de Manaus, outros 18 municípios foram contemplados com a capacitação

MANAUS | AM

Mais de mil motociclistas com cursos de especialização e atualização já foram qualificados através do programa Motociclista Legal, promovido pelo Governo do Amazonas, por meio do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM). Desde o início do programa, em novembro de 2021, quase 7 mil kits de coletes e capacetes foram entregues a profissionais do trânsito.

Inédito no Amazonas, o programa foi idealizado pelo governador Wilson Lima como forma de aumentar a segurança no trânsito. Mototaxista há 15 anos, Rosilane Maria Barros, de 48 anos, orgulha-se de tirar o sustento da família fazendo o transporte de passageiros na motocicleta. De uma necessidade, nasceu o amor e respeito pela profissão. Após uma separação, ela viu na profissão a possibilidade de trabalhar e estar junto à família.

“Eu tinha três filhas, na época, que eram menores, crianças, e como eu sou mulher, na época, eu sentia dificuldade em estar presente com elas, então a minha dificuldade foi ser mãe, cuidar delas, da casa, de tudo. Então foi por isso que eu comecei a fazer mototáxi, foi para suprir as necessidades da minha família, e também estar convivendo com ela diariamente”, relatou.

Beneficiária do ‘Motociclista Legal’, pela primeira vez Rosilane teve a oportunidade de se qualificar através do curso de especialização ofertado pelo Detran-AM.

“Eu descobri [o Motociclista Legal] pelas redes sociais e também pela TV. A gente fez um processo para conseguir, dando nossa documentação, a gente tem o curso, porque para ser mototáxi passa por vários cursos, a gente não pega a moto de qualquer jeito. Tem que passar por avaliações e ficar renovando os cursos”, disse.

Motociclistas com idade a partir de 21 anos, com Carteira de Habilitação (CNH) há pelo menos dois anos na Categoria A, e que possuem baixa renda se enquadram nos requisitos para se matricular no curso de formação (especialização) para mototaxista. Quem já está capacitado, pode fazer a atualização.

Atualmente, 1.076 alunos se tornaram aptos nos cursos de especialização e atualização pelo projeto. Além de Manaus, outros 18 municípios foram contemplados com a capacitação.

As pessoas beneficiadas pelo “Motociclista Legal” tiveram uma economia de, aproximadamente, R$ 630 com a isenção da taxa do curso de formação ou de atualização, que custava R$ 242,10.

Colete e capacete

Concluída a capacitação, o profissional fica apto a receber o capacete e colete. Já os mototaxistas que possuem a formação do Detran-AM podem fazer a retirada do kit imediatamente, conforme o cronograma de entregas do Detran-AM.

Desde o início do programa, já foram distribuídos 6.983 kits com colete e capacete em 23 municípios do Amazonas. A entrega também significa economia para a categoria, que chega a gastar R$ 300 na compra dos itens de segurança.

Além de promover a segurança e regularização da profissão, auxilia na geração de renda nos municípios e incentiva cada vez mais a importância de estar regularizado e capacitado.

“Eu amei esse programa, porque a nossa classe precisa de incentivos. Tem pessoas que estão desacreditadas, então foi um incentivo maravilhoso do Governo do Estado. Foi um carinho que a gente não esperava porque a gente nunca foi assistido. Há tempos que a gente faz mototáxi e ninguém havia feito isso antes”, ressaltou Rosilane.

Fotos: Divulgação 

Com informações da assessoria*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.